Volume 07 / n. 13 ago. - dez. 2015: Artigos

A relação escola e universidade: a interlocução entre os cursos de licenciatura e os anos iniciais da educação básica

foto de Simone Regina Manosso Cartaxo

Simone Regina Manosso Cartaxo

Possui graduação em Pedagogia, mestrado e doutorado em Educação. É pedagoga na Rede Municipal de Ensino de Curitiba, professora do Departamento de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Estadual de Ponta Grossa na linha de pesquisa Ensino e Aprendizagem.

Resumo

O estudo focalizou a interlocução dos cursos de licenciatura com os anos iniciais da educação básica – educação infantil e primeira fase do ensino fundamental –, tendo em vista fornecer subsídios para o campo da formação de professores. Como objetivos, definimos: identificar cursos de licenciatura e professores que articulam a formação do professor com os primeiros anos da educação básica e analisar como os documentos expressam a interlocução dos cursos de licenciatura com os anos iniciais da educação básica. A metodologia consistiu na análise de documentos coletados no site dos cursos de licenciaturas de sete universidades do Brasil localizadas nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A análise possibilitou identificar evidências de interlocução das licenciaturas com os anos iniciais da escola básica.

ABSTRACT
This study focused the dialogue of degree courses with the early years of basic education – Kindergarten and first stage of primary education – in order to provide subsidies to the field of teacher training. How objectives were defined: to identify undergraduate and teachers who articulate teacher training with the first years of basic education and analyze how documents express the dialogue of degree courses with the early years of basic education. The methodology consisted of the analysis of collected documents on the websites of undergraduate courses seven universities in Brazil located in the south, southeast and northeast. The analysis enabled us to identify evidence of degrees dialogue with the early years of elementary school.


Palavras-chave

Formação de Professores

Introdução

Análises centradas na identidade das licenciaturas, historicamente desvalorizadas pela ênfase dada ao bacharelado, pela desarticulação entre as disciplinas específicas e pedagógicas, pelo distanciamento da universidade em relação à escola básica, tudo isso associado às políticas de formação de professores, têm sido pauta de estudos de muitos pesquisadores, como André e Romanowski (1999), Brzezinski (2009), Candau (1987), Diniz-Pereira (1996, 1998, 2000) e Gatti e Barreto (2009), com destaque para Gatti e Nunes (2009), cuja pesquisa apresenta estudos que analisam as licenciaturas de Pedagogia, Letras, Matemática e Ciências Biológicas. O foco das análises recai, entre outros, sobre a fragilidade do diálogo entre o projeto pedagógico, os contextos formativos, a escola e o ensino superior; ementas que se apresentam de forma variada e muito vaga; o número irrisório de disciplinas que tratam das diferentes modalidades (educação especial, educação de jovens e adultos, educação infantil); e a escola como elemento quase ausente nas ementas dos cursos. Ainda, Gatti, Barreto e André (2011) realizam um estudo com o objetivo de contribuir para ampliar debates sobre as políticas docentes e subsidiar ações integradoras a partir dos problemas que vêm sendo identificados no campo da docência.

Partindo do pressuposto de que a formação de professores deve ser pensada e articulada com a escola básica, ou seja, de que a escola deve ter centralidade nas licenciaturas, este estudo se justifica. Para tanto, tem como objetivos: identificar cursos de licenciatura e professores que articulam a formação do professor com os primeiros anos da educação básica e analisar como os documentos expressam a interlocução dos cursos de licenciatura com os anos iniciais da educação básica.

Considerando que a base teórica deve ser apreendida na prática do agir humano e na medida do diálogo entre teoria e evidência (THOMPSON, 2009), o ponto de partida corresponde às práticas observadas nas escolas, durante anos de magistério, ao acompanhar a transição de estudantes pelos diferentes níveis de ensino: da educação infantil para o primeiro segmento do ensino fundamental e deste para o segundo segmento. Essa transição é marcada por inquietações constantes que nos desafiam a compreender o processo de ensino numa perspectiva de superação das rupturas existentes entre os diferentes níveis de ensino, bem como pensar a formação do professor para a docência na educação básica numa perspectiva de totalidade.

Este estudo exploratório é um recorte de uma pesquisa mais ampla sobre as licenciaturas e foi determinante para mapear cursos de licenciatura das universidades públicas do Brasil, bem como professores do ensino superior que buscam uma interlocução com os anos iniciais da educação básica.
As evidências iniciais encontradas nos documentos produzidos pelos professores são analisadas tomando como eixo epistemológico a teoria como expressão da prática (MARTINS, 1996), ao compreender que é no campo da prática que se formam os germes das mudanças, constituindo relações sociais de tipo novo (BERNARDO, 1992; SANTOS, 1992). Essas relações de tipo novo são reconhecidas na forma de organização dos professores dos cursos de licenciatura analisados neste estudo e representam a interlocução desses cursos com os anos iniciais da educação básica. Essas licenciaturas são chamadas, neste estudo, licenciaturas alfabetizadoras.

Feita esta introdução, apresentamos o percurso metodológico realizado neste estudo exploratório, seguido da análise documental das ementas e projetos pedagógicos coletados nos cursos de licenciatura. As considerações finais apontam pistas para o campo da formação de professores, tendo como base princípios para uma licenciatura alfabetizadora.

O percurso do estudo exploratório

O estudo exploratório foi realizado com a busca de documentos dos cursos de licenciatura. Eles foram selecionados por meio de palavras-chave, que, segundo Williams (2007), são palavras relacionadas entre si pelos significados vinculados em sua interpretação e contexto, envolvem valores e ideias e desenvolvem significados em seus contextos. Retomando, as palavras definidas para este estudo foram: alfabetização; letramento; anos iniciais; séries iniciais; educação infantil; criança; infância; ensino fundamental; escola básica; 1ª a 4ª série; 1º ao 5º ano. Elas são decorrentes de leituras específicas e da oralidade observada em situações do cotidiano, na observação da prática pedagógica e em encontros de formação de professores.

Segundo Lüdke e André (1986), a análise documental pode se tornar uma técnica valiosa para uma abordagem de dados qualitativos, principalmente se associada a outras técnicas, pois pode complementar informações já obtidas. As autoras apontam que as vantagens da pesquisa documental se referem ao fato de que é uma fonte estável, permite evidenciar afirmações e declarações do pesquisador e, ainda, surge num determinado contexto e fornece informações sobre ele. Um documento pode ser consultado várias vezes e servir de base para diferentes estudos, ampliando, assim, a estabilidade dos resultados obtidos. Por ser considerada uma técnica exploratória, indica problemas a serem explorados por outros métodos.

A seleção das fontes documentais requer do pesquisador uma atitude autônoma e corajosa, de forma a obter os documentos necessários para sua pesquisa. Sobre isso, Certeau (2002, p. 82) assim se expressa:

  • O estabelecimento das fontes solicita, também, hoje, um gesto fundador, representado, como ontem, pela combinação de um lugar, de um aparelho e de técnicas. Primeiro indício deste deslocamento: não há trabalho que não tenha de utilizar de outra maneira os recursos conhecidos e, por exemplo, mudar o funcionamento de arquivos definidos, até agora.

A coleta de documentos para este estudo foi variada e focou os atuais arquivos virtuais dos cursos de licenciatura das universidades públicas. Teve início com a busca de documentos que pudessem oferecer alguma informação a respeito de cursos de licenciatura e sua interlocução com os anos iniciais da educação básica. Foram localizados documentos como o projeto político-pedagógico, ementa de disciplinas e apresentação do curso, com o perfil de formação, objetivos e campo de trabalho. O trabalho foi longo, pois a opção de buscar arquivos virtuais, embora seja facilitada pela rapidez de acesso a várias instituições, esbarra nos limites de disponibilidade dos documentos virtualmente, sites pouco funcionais, indisponibilidade de documentos por falta de profissionais especializados, entre outros. Nesse sentido, alerta Bacellar (2005, p. 53): “A paciência é arma básica do pesquisador em arquivos: paciência para descobrir os documentos que deseja, e paciência para passar semanas, quando não meses[…]”.

O projeto político-pedagógico e a ementa de disciplinas disponíveis on-line possibilitaram esta análise inicial, que identificou, pelas palavras-chave, sete cursos de diferentes universidades do país entre os 1.177 cursos de licenciatura consultados. É necessário ressaltar que a busca de documentos on-line foi realizada tendo em vista orientações do Ministério da Educação (MEC) para que as instituições de ensino superior disponibilizem informações sobre os cursos em sua página. Muitas instituições e cursos tornam públicas todas as informações, como projetos pedagógicos e ementas. O número de cursos identificados não representa a totalidade dos cursos de licenciatura que realizam uma interlocução com os anos iniciais da escola básica, mas representa um recorte decorrente dos critérios estabelecidos para esta pesquisa.

Os dados coletados sobre as evidências da interlocução das licenciaturas com os anos iniciais da educação básica foram organizados no Quadro 1.

  • Correspondência

    Simone Regina Manosso Cartaxo


  • Download do artigo

    A relação escola e universidade: a interlocução entre os cursos de licenciatura e os anos iniciais da educação básica Download

  • Cadastre-se

    Caso queira obter informações sobre a Revista “Formação Docente”, cadatre-se e receba atualizações periódicas sobre a produção acadêmica na área da formação de professores. Cadastre-se

  • Latindex
  • sumarios.org
  • BBE
  • CAPES

    Portal de Periódicos/Qualis

  • Diadorim

    Deadorim